E o síndico está viajando…

Depois que ficou claro, na assembléia de 26.02.2010, que o síndico cobre gastos da construtora sem inciativa de cobrar os prejuízos; depois que confessou total desconhecimento do assunto CNPJ, não sabendo sequer dizer os motivos pelos quais ainda não se tinha obtido a inscrição; depois de deixar sem resposta outras tantas perguntas cruciais sobre a administração dos prédios, a sua permanência no cargo só se sustenta na própria vontade de continuar fazendo a todos de bobos.

Por mais evidente que fique estar a serviço de outros que não os condôminos do prédio, não renuncia ao cargo, permanece inerte como se nada estivesse acontecendo, não se incomoda com a revolta, não mora nos prédios, e deixa escapar pelo canto da boca um leve sorriso, em verdadeira afronta à inteligência daqueles que comparecem às assembléias para assistir ao triste espetáculo da “EMBROMATION”, na feliz expressão do advogado Romildo Borba Lima, que não precisou residir no prédio para cobrar dos responsáveis atitudes coerentes com a administração de 526 unidades de apartamento.

Uma vez que a aparição do síndico em assembléia, normalmente anual, se veria exigida em 30.03.2010, parece que resolveu não mais se expor aos ânimos exaltados e partiu em viagem, conforme aviso colocado nos elevadores em 15.03.2010, esquivando-se, assim, de ter que novamente enfrentar perguntas para as quais não pode, ou não quer, dar resposta, o que combina bem com o fiasco que foi a ata da assembléia, secretariada pelo funcionário da PROTEL, que omite o que realmente aconteceu em 26.02.2010.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.