Cartas

3 de outubro de 2000

Prezado Condômino(a)

Ir ao longo do caminho, como temos enfatizado nas últimas correspondências, só depende de nós. Assim sendo, a maioria dos condôminos já fez as suas escrituras definitivas, livrando-se, como reiteradamente alertamos, da iminente falência da CLAMA. Temos, no momento da emissão desta carta, quase todas as escrituras já assinadas por Cláudio Macário, em nome da CLAMA, e pelo Eng. Sampaio, presidente da Comissão de Obras, como interveniente.

No momento, o ponto mais trabalhoso do nosso caminho está nas renovações das licenças de obra, pois a Encol construía com projetos aprovados pela CLAMA, onde o Villa Borghese era composto de dois prédios distintos sendo que também o San Filippo não correspondia ao que estava sendo executado. Como conseqüência das modificações de projeto introduzidas pela ENCOL e não aprovadas na época devida, temos que, agora, providenciar a sua legalização. O projeto atualizado do San Filippo já foi feito por escritório de arquitetura especializado e esperamos que o do Villa Borghese esteja concluído dentro da primeira quinzena de outubro, quando teremos os subsídios necessários para solicitarmos a renovação das licenças das obras junto à municipalidade.

Contratamos o mesmo escritório de arquitetura que foi o autor original dos projetos para chegarmos à legalização dos empreendimentos Villa Borghese e San Filippo. Este escritório havia sido contratado pela Encol S. A. na época dos seus lançamentos. Com a atualização desses novos projetos foi acertado que eles serão desenhados em CAD, isto significando que vamos ter os projetos destes empreendimentos compatibilizados com as modernas práticas de engenharia e arquitetura, hoje existentes.

No caminho para termos o memorial de incorporação, estamos negociando com a prefeitura os IPTUs não pagos e referentes ao período administrado pela falida ENCOL e também as licenças de obras relativas ao período em que as obras ficaram paradas. Estamos tranqüilos em face destes compromissos diante do recebimento de parte ponderável das cotas de condomínio que estavam em atraso e que têm sido regularizadas.

Por oportuno, esclarecemos que, diferentemente das escrituras de promessa de compra e venda, os traslados das escrituras definitivas não poderão ser entregues para os seus titulares até que o 9º Cartório de Registro de Imóveis as registre, em bloco.

De uma só vez, serão feitos os registros das escrituras, o registro do memorial de incorporação e a regularização da indisponibilidade do Villa Borghese em relação aos proprietários do empreendimento Chácaras do Ingá, assim como o cancelamento da hipoteca do terreno do San Filippo, em favor da GAFISA. Isto tudo será feito de uma só vez, em paralelo a execução da sentença do JUIZ da 34 Vara Cível, que tornará nulas de efeito as escrituras de promessa feitas pela CLAMA, em favor da ENCOL, para a venda aos adquirentes da incorporação falida, origem de todo os nossos problema.

Aqueles que desejarem uma cópia dos seus traslados, deverão se dirigir ao 18º Ofício de Notas e adquirir uma cópia xerox de sua escritura, que poderá ser autenticada.

Como se pode concluir, a partir do que foi relatado, muitas tem sido as providências tomadas e elas representam a caminhada contínua no sentido da realização do grande sonho, que é o de termos, finalmente, as nossas unidades construídas. Esse caminhar é silencioso mas real, trabalhoso, complicado e dispendioso mas é algo que tem que acontecer pois tudo isso é indispensável para que possamos obter o financiamento e concluir as obras..